Kellison bem que tentou disfarçar o choro quando foi escolhido na peneira do Palmeiras. Usou o indicador e o polegar para pressionar os olhos e abaixou a cabeça. Inventou que tinha de levantar o meião, mas o elástico frouxo, meio desbeiçado, não segurava mais nada. O menino de 16 anos fez tudo isso na beirada do campo, em pé, na frente de 30 meninos de 16 a 19 anos que dariam a vida para trocar de lugar com ele. Em vão. Só Kellison e mais dois goleiros foram selecionados no teste. Começava ali o seu sonho de ser o novo Gabriel Jesus.
“Meu sonho é ser como ele. O Gabriel Jesus tem uma coisa que eu gosto muito que é tentar driblar, ir para cima do zagueiro. Eu quero fazer as coisas que ele faz no Palmeiras”, diz o menino, morador da Vila Maria.

 

Dos 30 garotos que participaram da peneira na quinta-feira no campo Maria Felizarda, do Grêmio Esportivo Campo Grande, zona sul de São Paulo, 26 deram respostas parecidas com a de Kellison, a de querer ser como Gabriel Jesus. As notas dissonantes vieram obviamente dos goleiros, do zagueiro Wesley Ivan, que apontou o beque Victor Hugo como seu modelo, e do meia Lucas Lima (sim, o mesmo nome do jogador do Santos), que escolheu Arouca, mas citou o atacante palmeirense como plano B no reflexo do seu espelho. Os outros foram unânimes em apontar Jesus como o caminho, independentemente da posição em que atuam. “Eu admiro a raça dele. É um jogador que briga pela bola e isso me motiva também”, diz o lateral Kayque Maciel.

Veja a reportagem completa no link abaixo:

http://esportes.estadao.com.br/noticias/futebol,nas-peneiras-do-palmeiras-todos-querem-ser-gabriel-jesus,10000089304